Sobre o Instituto

Instituto Tamanduá: Desde 2005 levantando esta bandeira!

O Instituto Tamanduá tem como missão impactar o mundo de forma íntegra e inovadora, através de ações de pesquisa, educação e de políticas públicas, favorecendo o equilíbrio do meio ambiente e sua biodiversidade. Trabalhamos em prol da conservação da biodiversidade há mais de 16 anos e somos referência em pesquisa e manejo de tamanduás, tatus e preguiças.

Em 16 anos de trabalho, o Instituto é referência em pesquisa e manejo de Xenarthra, grupo representado pelas incríveis espécies de tamanduás, tatus e preguiças. Nos últimos anos, ampliamos nossa área de atuação, além de desenvolvermos ações de conservação e pesquisa diretamente com as espécies, trabalhamos também com seus habitats, contemplando a biodiversidade como um todo.

+ 0
ANOS

O Instituto de Pesquisa e Conservação de Tamanduás no Brasil é uma Organização Não Governamental que surgiu em 2005 com a necessidade de levantar informações biológicas e ecológicas das espécies de tamanduás, até então, pouquíssimo estudadas na natureza. Temos como missão impactar o mundo de forma íntegra e inovadora, através de ações de pesquisa, educação e de políticas públicas, favorecendo o equilíbrio do meio ambiente e sua biodiversidade.

Hoje, o Instituto conta com uma equipe multidisciplinar que trabalha diretamente com as espécies de Xenarthra brasileiros e seus habitats, junto a experiências em projetos de conservação e parcerias com instituições com o mundo todo, contribuindo para o comprometimento, integridade e qualidade do seu trabalho em prol da conservação.

Somos pioneiros em pesquisa científica com as espécies de tamanduás nos biomas Pantanal, Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica, e em cativeiro, nas áreas de biologia, ecologia, sistemática, medicina da conservação, genética e educação ambiental. Somos considerados referência no desenvolvimento de pesquisas científicas para geração de informações necessárias para a conservação destas espécies e de seus habitats.

Desde 2011, desenvolvemos um dos mais completos cursos de campo prático da América Latina, capacitando profissionais e estudantes que queiram trabalhar com biodiversidade. O Instituto Tamanduá conquistou, ao longo dos anos, espaço de renome com cursos teóricos e práticos em universidades, participação em simpósios e congressos nacionais e internacionais.

Na esfera das políticas públicas, o Instituto Tamanduá apoia, colabora e orienta a realização de programas, ações e atividades desenvolvidas pelo governo federal para a conservação das espécies de Xenarthra ameaçadas. Somos responsáveis pela coordenação do táxon no Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, documento produzido, bianualmente, pelo Ministério do Meio Ambiente/ICMBio, sendo considerado a maior ferramenta para a criação de políticas de conservação no Brasil.

Além disso, coordenamos o Plano de Ação Nacional do Tatu-bola (Tolypeutes tricinctus e matacus) (2014-2019), participa do Plano de Ação Nacional para Conservação do Tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla) e do Tatu-canastra (Priodontes maximus) (2019-2024), produzido pelo Instituto Chico Mendes da Biodiversidade e instituições de conservação e pesquisa, que identifica e orienta as ações prioritárias no combate às ameaças para estas espécies. Possuímos cadeira no Conselho Consultivo da APA Delta do Parnaíba e no Conselho Deliberativo da RESEX Marinha Delta do Parnaíba.

O Instituto Tamanduá coordena também a Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas de Extinção a nível mundial do grupo Xenarthra, documento elaborado pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN). Atua ainda na elaboração de políticas públicas na Argentina, Peru, Colômbia e Suriname.

Ajude o Instituto Tamanduá com doações nas nossas ações!

Conheça todos os projetos ativos do Instituto Tamanduá. Você pode ajudar milhares de espécies a sobreviver. Toda ajuda é bem vinda!