Tamanduaí no Nordeste Brasileiro -

Tamanduaí no Nordeste Brasileiro

No ano de 2011, a pesquisa com o Tamanduaí expandiu, iniciando o Projeto Tamanduaí no Nordeste Brasileiro, na área de Mata Atlântica litorânea. A espécie possui duas populações disjuntas: amazônica e nordestina.

A população nordestina foi quase classificada como extinta em 2009, e neste mesmo ano foram relatados indivíduos da espécie nos estados de Pernambuco e Maranhão. No total foram capturados 36 indivíduos, onde amostras de material biológico foram coletadas, gerando muitas informações sobre a genética e epidemiologia, contribuindo para o aumento do conhecimento desta espécie.

Junto ao Grupo de Especialistas de Tamanduás, Preguiças e Tatus da União para a Conservação da Natureza (IUCN/SSC Anteater, Sloth and Armadillo Specialist Group), também em 2010, foi elaborado o conteúdo científico a respeito da espécie, com diferenciação para as duas populações (Amazônica e Nordestina Brasileira) para chamar atenção de agências governamentais, instituições de animais cativos, outras ONGs e o público em geral.

Apoio: Wildlife Conservation Society (WCS), IUCN/SSC Anteater, Sloth and Armadillo Specialist Group